24 de Setembro, 2020

Hidratação: água, chás, infusões e afins…

A hidratação adequada é essencial para uma gravidez saudável, dado que a grávida acumula cerca de 6-9 L de água durante a gestação.

A grávida deverá manter uma ingestão hídrica de cerca de 3L/dia, sendo que a principal fonte deverá ser a água (cerca de 2,3L, equivalente a 10 copos de água). O restante deverá ser prefeito com outras bebidas como o leite, sumos naturais, infusões ou até mesmo alimentos como a sopa.

Relativamente a infusões, a grávida deverá dar preferência às infusões de fruta em detrimento das infusões ou chás de ervas.

As infusões resultantes do tratamento de folhas de plantas podem apresentar substâncias com potencial para interferir na gravidez, assim, o seu consumo deve ser analisado nesse contexto. Antes de consumir alguma infusão que não seja de frutas, aconselhe-se sempre com o seu médico obstetra ou com o ou nutricionista/ dietista.

Já quando falamos em chás estes podem estimular em demasia o crescimento do bebé, uma vez que todos os chás contêm teína, uma substância estimulante muito parecida com a cafeína.

Para esclarecer a diferença entre chás e infusões, uma vez que são dois conceitos que são muito facilmente confundidos, vejamos o que os distingue.

Existem apenas 4 tipos de chás: preto, branco, verde e oolong (ou chá vermelho). Estas bebidas são consideradas chás porque provêm exclusivamente da planta Camellia Sinensis, originária da China mas, atualmente, cultivada em países tropicais e subtropicais. Tudo o resto são infusões.

Carla Gomes – Nutricionista Bebé4D
2498N